Buscar
  • Time macON

Como Contratar Certo

Uma típica entrevista de emprego nada mais é do que um encontro social com uma coreografia pré-definida: Uma sala de reunião, um currículo padronizado, e aquelas velhas perguntas; "Aonde você quer estar em cinco anos?", "Qual o maior fracasso de sua vida?", "Quais são suas qualidades e defeitos?".


Com isso, surgem as respostas treinadas na frente do espelho, entrevistador e candidato encontram um gosto em comum, se gostam como pessoas, as referências parecem ser válidas, e uma oferta de emprego é feita. Contratação feita e dedos cruzados para que tudo dê certo.


Um mês depois o novo funcionário ou funcionária perde um prazo, chega tarde, ou começa a reclamar do trabalho e o empresário começa a se questionar se fez a escolha certa no momento da contratação.


CLARO que existem formas mais eficientes de escolher seus funcionários, algumas dicas importantes são; seja criativo! Todos os candidatos estão preparados para aquela zona comum de entrevistas de emprego, eles assistiram vídeos no YouTube que lhes ensinam a melhor forma de responder cada pergunta genérica sua, portanto seja criativo e encontre novas maneiras de genuinamente entender com aquela pessoa pensa. A segunda dica é, seja desafiador!


Coloque o candidato contra a parede, em uma situação de desconforto, nesse momento ele está mais propício a se abrir e mostrar quem ele é de verdade. Uma terceira dica é, não tome essa decisão sozinho! Mesmo que você seja o dono da empresa, você não é a única pessoa na organização que vai trabalhar e se relacionar com esse(a) candidato(a), a opinião de seus colaboradores que já estão com você deve ser levada em consideração.


Saia de trás da mesa!! Você terá uma percepção muito maior do seu candidato se você o tirar de trás de uma mesa e reparar como ele se comporta. Leve seus candidatos para um tour pelo escritório e veja como ele se interage com terceiros, isso te dará uma boa perspectiva sobre sua personalidade.


Repare se o candidato pergunta sobre as pessoas e como as coisas funcionam, se é curioso, se trata a todos com respeito.


Uma etapa do processo de contratação muito relevante e comum em países estrangeiros é convidar o candidato para um almoço ou jantar, para muitos líderes de grandes corporações essa é uma das etapas mais essenciais de um processo seletivo.


A chave aqui é analisar a consideração que esse candidato tem por terceiros, elemento essencial para ser um bom membro de equipe. Repare se o candidato é educado, se ele olha as pessoas nos olhos, se ele se irrita ou se frustra com pequenos problemas, se são capazes de manter um diálogo ativo através de perguntas inteligentes.


De um simples jantar pode-se tirar conclusões como; o candidato vai se conectar com seus colegas de trabalho? O candidato é uma boa peça para seu atual time? O candidato é egoísta?


Outra dica super relevante é; faça perguntas incomuns! Candidatos inteligentes vão estar sempre preparados para aquelas perguntas comuns, e vão sempre tentar achar maneiras de tornar algo negativo em algo positivo em suas mensagens, preocupados que qualquer admissão de fraqueza ou vulnerabilidade o prejudicará.


Essa estratégia quase nunca dá certo já que faz o candidato parecer menos honesto e confiável.


Para ir além dessas respostas que pouco nos acrescentam é importante formularmos boas perguntas, algumas dicas são: "Quais são suas habilidades naturais?". A resposta aqui não é algo sobre o cargo que ela já ocupou, ou em que fez na faculdade, mas sim em que essa pessoa é boa de nascença, pode ser um esporte, um instrumento, etc... outra pergunta, "Qual animal você gostaria de ser e porquê?" Essas respostas podem te dar bastante insights a respeito do candidato.


Se você está procurando por um vendedor por exemplo, um predador seria um ponto positivo, se procura alguém que vá trabalhar em equipe em um grande projeto, prefira candidatos que gostariam de ser animais que andam em bando.


Uma vez que você tiver concluído todo o seu processo de seleção e talvez até seguido algumas das dicas acima, você terá que tomar uma decisão, o que muitas vezes não é fácil. Um erro muito comum que recrutadores cometem é não ouvir as dúvidas que levam consigo mesmos em relação ao candidato, e o que posso te dizer é que essa insegurança vai aumentar 10 vezes após a contratação do candidato.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo